Personalizando a marca da sua empresa.

Há mais 20 de anos no mercado, a Flatex, atende o Uberlândia, é uma empresa de confecções voltada ao mercado de sacos, sacolas, flanelas e capas produzidos de forma personalizada por atacado.

Personalizando a marca da sua empresa.

Há mais 20 de anos no mercado, a Flatex, atende o Uberlândia, é uma empresa de confecções voltada ao mercado de sacos, sacolas, flanelas e capas produzidos de forma personalizada por atacado.

Fábrica de Sacolas TNT Personalizadas, atendimento especializado em Uberlândia, preço de atacado, entrega rápida.

Procurando por sacolas TNT personalizadas em Uberlândia?

A Flatex Sacolas é especializada na confecção e personalização de sacolas, sacos, sacochilas à preço de atacado, proporcionando o melhor custo para o seu negócio. Despachamos para todo o Brasil e atendemos grandes e médias empresas. O melhor custo em atacado em produtos personalizados.

Sacolas Personalizadas TNT em Uberlândia

Sacolas Personalizadas TNT Uberlândia

Com uma vasta gama de Sacolas Personalizadas em mais de 20 anos de experiência, a Flatex Sacolas ainda se destaca pela possibilidade de criação de novos produtos, atendendo grandes e pequenos pedidos.

SACOS – (TNT, Algodão Crú, Flanela, Bijuteria, Tipo Mochila) – SACOLAS (Alça e Alça Única) – FLANELAS (Básicas e Personalizadas) – CAPAS E LUVAS (TNT e Flanela).

SACOLAS EM TNT, SACOLAS EM ALGODÃO CRÚ, SACOLAS PERSONALIZADAS COM ALÇA E ALÇA ÚNICA, SACOLAS EM SILK SCREEN, SACOLAS PARA ROUPAS E CALÇADOS EM GERAL

Faça agora mesmo o seu orçamento de Sacolas Personalizadas em Uberlândia

Entre em contato conosco e faça a sua cotação on-line, atendemos toda a Região de Uberlândia. Preço e Qualidade em Sacolas Personalizadas aqui na Flatex Sacolas Personalizadas.

As Sacolas de TNT personalizadas, por mais simples que sejam, agregam valor aos seus produtos e a imagem da sua empresa. Elas são perfeitas divulgar sua loja de roupas ou calçados, mercados, comércios em Geral e para expor sua marca nas grandes feiras e eventos promocionais.

Independente do seu projeto, temos um tipo de sacola com acabamento que se encaixará perfeitamente.

Oferecemos diversos tipos de acabamentos desde os mais simples aos mais sofisticados utilizados por lojas de grifes e encontrados também nas sacolas de lojas de shoppings.

Se você está em dúvida sobre qual é o tipo de sacola ideal para sua loja, fale conosco.

Print

Produção

01

Silk Screen

O processo de impressão é todo feito internamente, mantendo o padrão de qualidade da Confecções Remaili, baixando custos para clientes e possibilitando ainda mais personalizações no produto final.

02

Corte e Costura

São diversas opções de corte e costura, máquinas modernas, extensa mesa de corte e mão-de-obra especializada para cortes personalizados feitos na medida para sua produção.

03

Acabamento

Muita atenção aos detalhes, e acabamentos feitos internamente seguindo o padrão de qualidade de todo o processo. São diversos acabamentos, podendo ainda ser criadas novas opções de acordo com sua necessidade.

Bolsas de TNT em Uberlândia

Bolsas em TNT em Uberlândia

Bolsa de TNT com costura estilo viés e alças em TNT.

Sacolas de TNT em Uberlândia

Sacolas em TNT em Uberlândia

Sacola de TNT com costura em overloque interna e alças em TNT.

Bolsas Personalizadas TNT  Uberlândia

Sacos em TNT em Uberlândia

Saquinho de TNT com alça em cordão de polipropileno ou poliester 4/1 para fechamento.

Envelopes de TNT

Envelopes de TNT em Uberlândia

Envelopes de TNT com costura em overloque externo e botão de pressão para fechamento.

Sacolas em TNT  Uberlândia

Sacochilas de TNT em Uberlândia

Mochilas de TNT com alça em cordão de polipropileno ou poliester e ilhoses.

Flanelas Personalizadas  Uberlândia

Flanelas em Uberlândia

Flanelas Personalizadas, diversos modelos e cores.

Capas de TNT  Uberlândia

Capa em TNT em Uberlândia

Capas em TNT para Roupas em Geral.

Sacolas Ecológicas  Uberlândia

Sacolas Ecológicas em Uberlândia

Sacolas Ecológicas, recicláveis, vários tamanhos e modelos.

Mercados

Atendendo as necessidades de diversos segmentos de mercado, criamos produtos específicos para atender indústrias, comércios, eventos esportivos e hotéis. Com uma programação de entregas em prazos e locais planejados.

Sobre Uberlândia

Uberlândia é um município brasileiro do interior do estado de Minas Gerais, Região Sudeste do país. Sua população, segundo estimativas do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), era de 706 597 habitantes em julho de 2021, sendo o município mais populoso da região do Triângulo Mineiro e o segundo de Minas Gerais, sendo o município mais populoso do interior de Minas e o quarto do interior do Brasil.[6]

Distante 537 quilômetros da capital estadual, Belo Horizonte, Uberlândia se emancipou de Uberaba no final da década de 1880, possuindo sua denominação atual somente em 1929. O município possui destaque no turismo, com seus diversos atrativos culturais, naturais e arquitetônicos. Alguns dos principais são o Mercado Municipal,[7] o Parque do Sabiá,[8] Parque Municipal Victorio Siquierolli, Praça Clarimundo Carneiro, Praça Tubal Vilela, Praça da Bicota/Rosário[9] e a famosa Avenida Rondon Pacheco.[10

Saiba mais sobre o Uberlândia

História

Origens

 

Monumento a Bartolomeu Bueno da Silva, em Goiânia/GO.

O primeiro homem de origem europeia a pisar na região do atual município de Uberlândia, território até então habitado por índios caiapós e bororós[carece de fontes], foi o bandeirante Bartolomeu Bueno da Silva, em 1632. A região, então pertencente à Capitania de São Vicente, passou a pertencer à Capitania de Minas Gerais e São Paulo por Carta Régia de 3 de novembro de 1709. João Pereira da Rocha (1818), após o desbravamento da região pelos bandeirantes, fixou-se pela região, demarcando área próxima à Aldeia de Santana (atual Indianópolis). Ali, ele instalou a sede da sesmaria, que denominou Fazenda São Francisco, dando origem ao município. Demarcou, ainda, a Fazenda Letreiro e a do Salto e deu o nome de Ribeirão São Pedro a um curso d’água encontrado.[14] A vinda de João Pereira atraiu muitas outras famílias, inclusive os Carrejos, que, em 1835, adquiriram parte da Fazenda São Francisco e de outras próximas, formando as sedes nas quais se instalaram aqueles irmãos: Olhos d’Água, Lage, Marimbondo e Tenda (a de Felisberto). Felisberto Alves Carrijo que, em 1964, foi legalmente reconhecido como fundador da cidade, era professor com formação adquirida em colégios de missionários. Instalou em sua casa a primeira escola do município e, aos domingos, rezava o terço. Formou um povoado, sendo este, em seguida, denominado como Nossa Senhora do Carmo em homenagem à capela de mesmo nome, inaugurada em 20 de outubro de 1853.[15][16]

Em 11 de junho de 1857, foram incorporadas, ao patrimônio do povoado, mais doze alqueires doados pela esposa de Luís Alves Pereira, Custódia Fernandes dos Santos e outros cidadãos. Essa área já era habitada por escravos e deu origem ao Bairro Patrimônio, na zona sul, pela Lei Provincial nº 831. Exatamente um mês mais tarde, foi criada a Freguesia de São Pedro de Uberabinha. Em 1861, a Capela de Nossa Senhora do Carmo foi ampliada, tornando-se a Igreja Matriz de Nossa Senhora do Carmo de São Pedro de Uberabinha, que viria a ser demolida em 1943.[16]

Formação administrativa e política

 

Tipografia O Progresso, 1908.

Através do Decreto nº 51, de 7 de junho de 1888, as freguesias de Santa Maria e São Pedro de Uberabinha foram elevadas à categoria de vila. Dois meses mais tarde, em 31 de agosto daquele ano, foi criado o município de São Pedro de Uberabinha, atual Uberlândia, emancipando-se de Uberaba, pela Lei Provincial nº 4.643. Ao longo dos anos, houve várias alterações na subdivisão distrital. Nos quadros de apuração do recenseamento geral de 1911, o município era constituído dos distritos de Uberabinha (sede) e Santa Maria. Pela Lei Estadual nº 843, de 7 de setembro de 1923, criou-se o distrito de Martinópolis com terras desmembradas do distrito sede. Pelo Decreto-lei Estadual nº 1.058, de 31 de dezembro de 1943, foram criados distritos de Tapuirama e Cruzeiro dos Peixotos. Sob o mesmo decreto-lei estadual o distrito de Santa Maria passou a denominar-se Miraporanga e Martinópolis a chamar-se Martinésia.[11]

Em 14 de março de 1891, foi instalada a Vila de São Pedro de Uberabinha, além de ocorrer a posse do 1º Conselho da Intendência Municipal. A criação da Comarca de São Pedro de Uberabinha ocorreu pela Lei Onze, de 13 de novembro daquele ano. Em 21 de dezembro, instalou-se o Foro Civil do Termo Judiciário de Uberabinha, Comarca de Araguari. Em 7 de março de 1892, aconteceu a posse da primeira Câmara Municipal de São Pedro de Uberabinha, sendo agente executivo Augusto César Ferreira e Souza. Em 22 de março, ocorreu a primeira sessão do júri, sendo presidente do tribunal Duarte Pimentel de Ulhôa – primeiro juiz de direito da comarca – cargo que exerceu de 1892 até 2 de janeiro de 1928, data de seu falecimento.[16]

Desenvolvimento econômico e social

 

Estação Mogiana de Uberlândia.

Após a emancipação de Uberlândia, houve um grande crescimento da área urbana da cidade. Em 1897, foi instalada a primeira escola secundária do município: o Colégio Uberabinhense. Em 7 de janeiro daquele mesmo ano teve início a circulação da folha “A Reforma”, o primeiro Jornal da cidade, sendo seu fundador e diretor proprietário o professor João Luiz da Silva.[17] No início do século XX, a cidade já possuía uma diversificação nos ramos industriais, tais como: fábrica de cerveja, sapataria, fábrica de cigarros, ferreiro, marceneiro, selaria, etc. Além dessas indústrias não muito complexas, cuja produção se caracterizava pela fabricação de utensílios domésticos, materiais para construção civil, ferramentas agrícolas, aparatos para montaria etc., existia a indústria agropastoril, que, apesar de rudimentar, foi regulamentada pelo Código de Posturas. A indústria pastoril movimentava-se em torno da criação do gado bovino para consumo interno e criação de suínos para o consumo e exportação para outros municípios e estados.[18]

Nas ruas e avenidas sem pavimentação, trafegavam carroças, charretes e carros de boi, cujo tráfego era regulamentado por legislação. Essa lei regulamentava o emplacamento dos carros, a lotação de passageiros permitida em cada charrete, o valor de cada corrida e prescrevia os cuidados que deveriam ser dispensados no trato com os animais. Além das carroças e charretes, os carros de boi foram um dos mais relevantes e requisitados meios de transporte. Nem com a chegada da Estrada de Ferro Mogiana em Uberabinha, no ano de 1895, esses meios perderam a sua importância, pois o comércio entre essa cidade e os locais por onde não passavam os trilhos de ferro, era realizado o transporte das mercadorias via carros de boi. Para as compras de poucas mercadorias, visitas e em muitas outras atividades, o cavalo era utilizado como meio de transporte.[18]

Até o ano de 1908, as atividades sociais da população se baseavam nas comemorações religiosas e também dos sacramentos, como ir à missa aos domingos, participar dos batizados, casamentos, organizar e frequentar as quermesses, que ajudavam a botar os fiéis em dia com os seus deveres religiosos e para estreitar o convívio. Também ocorriam apresentações de bandas de músicas aos domingos. Além dessas atividades, parte da população se divertia também realizando e participando de concursos de beleza. Existiam também casas de jogos, que eram chamadas de casas de tavolagem, também considerados espaços de interação.[18]

História recente

 

Uberlândia, setembro de 1969. Arquivo Nacional.

Com o desenvolvimento demográfico da cidade, houve necessidade de investir na infraestrutura municipal e na área da cultura. Ao longo de todo o século XX, foram criados cerca de dez cinemas em Uberlândia. Ainda foram inauguradas diversas casas de diversão, os teatros[19] e a Casa da Cultura, que é uma instituição que abriga acervos culturais do município, inaugurada em 2008. Sua sede está situada em um prédio que foi construído entre 1922 e 1924 com a meta de se tornar residência de Eduardo Marquez, intendente municipal entre 1923 a 1926.[20]

Geografia

Uberllândia, município de Minas Gerais – Sacolas TNT Personalizadas

Porque investir em sacolas personalizadas?

Investir em sacolas personalizadas é estar sempre ao lado de seus clientes, valorizando a sua marca, e o melhor, com seu logotipo impresso em produtos de alta qualidade. Aqui você irá encontrar ótimas opções de sacolas e sacos de TNT e personalizadas.

Porque utilizar sacolas de TNT?

As Sacolas de TNT, ajudam a diminuir o impacto das sacolas de plástico na natureza mais do que uma moda, o uso das sacolas de TNT é um compromisso de cada pessoa com o meio ambiente e com a sociedade. Por isso, é uma ótima decisão! São produtos recicláveis e ecologicamente corretos!

Vantagens de utilizar sacolas de TNT:
  • Com o devido cuidado, as sacolas de TNT duram por muitos anos, além de resistentes, Imagine quantas sacolas plásticas você economizará em 1 ou 2 anos por exemplo.
  • Não possuem qualquer produto químico que agrida a natureza.
  • O uso da sacola de TNT pode significar uma economia de até 6 sacos plásticos por semana.
  • São mais práticas para guardar as compras e mais confortáveis para transportar, além de uma durabilidade incrível, sendo multiuso.
Sacolas TNT Personalizadas entrega para todo Brasil

Sacolas Personalizadas TNT, enviamos para todo Brasil

Clientes

Print

Solicite agora mesmo o seu orçamento nos nossos canais de atendimento.

Desenvolvemos de acordo com a sua necessidade. Sua marca em evidência nos produtos reutilizáveis com qualidade, luxo e elegância.

SACOLAS E SACOS PERSONALIZADOS

CONTATO

Telefone: 11 2295-0990
WhatsApp: 11 9 9637-1112
Email: info.flatex@uol.com.br